Cada vez que você se compara

Cada vez que você se compara, uma parte da sua alma morre. Chega até causar um incômodo esta frase. Todos os dias eu escrevo sobre o que agradeço, o que quero manifestar e mantras para repetir durante meu dia e não deixar meus pensamentos soltos por lugares não tão legais. Eu vario os mantras, mas confesso que este está na minha lista diariamente. Cada vez que você se compara, uma parte da sua alma morre, em um primeiro momento não havia sentido isso tão forte, mas em algum instante – não saberia lhe precisar agora quando foi -, me comparei com alguém e quase que instantaneamente, como que guardado em algum lugar esperando o momento exato para surgir aquela frase tomou conta da minha mente e a ficha caiu. Se comparar com alguém, comparar o seu cenário com o de outra pessoa é diminuir a sua história e sua capacidade de realização. Quando estiver indo por esse caminho, e quase como uma vidente vendo a bola de cristal que sabe que você pode – e vai -, tomar essa direção, pare, respire e veja o quão longe você já chegou.


Não ousaria lhe dizer ser uma tarefa fácil e muito menos que conseguirá essa mudança da noite para o dia, eu também estou em constante vigia, nossa sociedade nos influencia negativamente a buscarmos essa disputa. “Sua irmã é mais inteligente que você”, “A Márcia tem a sua idade e já está casada e com um emprego estável”, “Gabriel já conheceu o mundo e você ainda aí na sua cidade natal”. Peraí, desde quando isso é uma competição? Estamos aqui para cumprirmos objetivos muito distintos, que maravilha que minha irmã é mais inteligente, na sua percepção, aliás, fico feliz pela Márcia, mas quem disse que eu quero casar ou ter um emprego estável? E o Gabriel, que fantástico, mas se não é meu sonho conhecer o mundo por que razão me comparar a ele? Cada vez que olhamos a vida do outro e buscamos de alguma forma nos igualar obviamente um pouco de nossa alma vai morrer, estamos indo em uma direção oposta a que devemos, estamos nos baseando no sonho dos outros e não nos nossos. Isso é, além de triste, perda de tempo. Quando se pegar indo neste rumo pare tudo e se questione: isso é um objetivo meu ou é só meu ego tentando me desanimar?


É claro que vemos pessoas realizando sonhos em comum, mais uma vez, não se compare e não sinta inveja por aquela pessoa ter conquistado antes de você algo que tanto almeja. Mude essa perspectiva, se encha de determinação e garra e acredite que você também pode alcançá-lo, no seu tempo. Lembre sempre que se tratam de pessoas comuns, assim como eu e você, que deram duro atrás do que cobiçavam obter, sendo totalmente possível. Não comece enumerando empecilhos,  não maldiga outra pessoa e nem desmereça suas vitórias alegando que ela foi privilegiada, nada disso importa. Quando vemos um cenário que queremos ou qualidades que desejamos em outra pessoa, nosso impulso é automaticamente procurar algum defeito ou equívoco como se isso ajudasse a trazer a situação para um nível aceitável, tirando de forma rápida do pedestal que nós mesmos o colocamos. Percebe a loucura que nossa mente tenta nos jogar? Ela arma, rebaixa, diminui e compara para nos sentirmos desagradados com a circunstância. Quando nos damos conta estamos com uma sensação de inferioridade, incapacidade e em um bate-papo mental dizendo como a vida é injusta e assumindo o vitimismo. Não se ache uma pessoa má ou invejosa, a mente quer fazer com que você acredite nisso reforçando o que se encontra arraigado em nossa sociedade.


Cada vez que você se compara é um momento precioso, que poderia ser usado em algo para fortalecer os seus pontos positivos ou trabalhar em algo que você quer melhorar. A caminhada daquela pessoa, assim como a de cada um de nós, diz respeito somente a cada um, bem como suas abdicações, derrotas e conquistas. Se for para se comparar com alguém em alguma situação que seja consigo mesmo, pode ser o de ontem ou de dez anos atrás, perceba a sua evolução, do que você tem orgulho de ter melhorado, se tornado, adquirido ou de todos eles? Muitas vezes usamos a métrica errada para fazer um balanço das nossas vidas, o que não percebemos é que isso pode nos causar sérios danos como frustração, tristeza, desânimo e até mesmo depressão sem nem ao menos darmos uma pequena olhada ao redor e ver o tanto de coisas maravilhosas que temos e passamos em nossas vidas. Se comparar é a maior perda de tempo que podemos ter no nosso dia a dia, é aquela frase – até já clichê – de Caetano Veloso “cada um sabe a dor e delícia de ser o que é”. Use os cases de sucesso, distantes ou próximos, como propulsores e incentivadores para ouvir e seguir quem de verdade se deve, a sua alma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *