Quando me perdi de mim mesmo(a)

Quantas vezes adiamos a necessidade de olhar para nós mesmos sem nos darmos conta, ou simplesmente por que todo o restante é mais importante.

Hoje busquei um mentor,  na verdade venho adiando isso a muito tempo, entre encaixes, remanejamento de horários, encaixa um aqui, outro ali, mas dou conta de atender a todos, porém será que esta não é mais uma forma de deixar para mais tarde o que realmente precisa ser feito?

Ganho um conforto momentâneo quando deixo para depois, porém o depois está colado em mim, pois não deixa eu esquecer que terei que olhar para ele em qualquer momento, então, me fiz a seguinte pergunta:

Quando foi que eu me perdi de mim mesma?

Em qual momento deixei de ser a minha prioridade e abri espaços inexistentes em minha agenda para não deixar os outros se perderem pelo caminho?

Como é interessante este processo de voltar o olhar para si, é um encontro encantador, onde você começa a se lembrar das partes deixadas em stand by porque elas ainda são difíceis de olhar.

Vou contar um segredo, talvez elas não deixarão nunca de ser difíceis, porém elas têm uma força que vai te empoderar, porque elas só estão ali porque são suas, não foram colocadas ali, foram conquistadas por você. Isto nos mostra que cada coisa tem que estar no seu devido lugar.

Final de ano é o momento de revisar o que você consegue dar conta e iniciar o movimento necessário para a cura.

Esta cura pode ser por exemplo a permissão para você ser feliz, e hoje uma reflexão me fez lembrar que eu tenho a permissão para ser feliz, para viver com alegria e para brilhar sem medo.

Se permitir dar-se a chance de viver algo que pode parecer impossível para o momento: um relacionamento por exemplo, uma nova formação, uma nova decisão…..

Que este novo ciclo traga a permissão consciente para cada um de nós que está se sentindo estagnado, esticado e vazio, a permissão para modificar o igual e transbordar em coragem para ser uma versão melhor dentre todas as que você já foi, sempre tem espaço para uma atualização em nosso software pessoal, que esta atualização seja a 20.22 e traga todas as atualizações em todas as áreas de nossas vidas que ficaram paralisadas até este momento.

Desejo que as respostas claras as suas perguntas se revelem e se não se revelarem as respostas, faça novas perguntas, reformule, até encontrar a sua resposta ideal e não se preocupe se as respostas não se revelarem com tanta rapidez, talvez seja por que você ainda tem que encontrar a pergunta certa.

Eu já encontrei a minha pergunta ideal, agora vou buscar a atualização correta para obter a minha resposta ideal e se ainda a resposta ideal não chegar vou trabalhar com a resposta satisfatória até ela se transformar na ideal.

Quando me perdi de mim mesma?

Resposta: Quando acreditei que a experiência negativa vivida tinha o poder de me dirigir pela vida, não me dando a permissão de me libertar e ser feliz.

Quando fechei todas as portas e deixei apenas uma aberta.

Que 2022 venha repleto de ótimas perguntas seguidas de excelentes respostas para levar você a um patamar extraordinário, onde você se encontre com a sua melhor versão.

Desejo a você um Novo Ano, um ano simplesmente extraordinário!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×